Que critérios são levados em conta no cálculo de uma quota automóvel?

Para procurar um automóvel num site de anúncios, indique a informação que permite identificar o modelo exato. Cada informação é suscetível de influenciar o preço. E não só...

Para poder comparar modelos idênticos, a estimativa do valor de uma viatura no mercado de usados requer, no mínimo, a identificação do modelo exato, de conhecer a sua idade e a sua quilometragem. Mas existem outros critérios que determinam o valor de um veículo.

Da marca à versão

O valor de um automóvel varia consoante o posicionamento da marca no mercado, do seu nível tecnológico, da qualidade dos materiais utilizados e dos equipamentos disponíveis. É diferente para cada modelo novo. Passa-se o mesmo com o mercado de usados.

A identificação do veículo é essencial para avaliar o preço de um automóvel usado. Consiste no reconhecimento da marca e do modelo, da carroçaria (perfil e número de portas), do motor (combustível, cilindrada e potência), da versão (transmissão, tecnologia) e do acabamento (nível de equipamentos).

Estes são os critérios incontornáveis que permitem qualificar todos os veículos do mercado. As suas combinações geram várias versões, com características únicas. É por isso que cada modelo tem o seu preço e segue uma curva de depreciação diferente com o tempo.

Antiguidade

A idade da viatura é definida em função da data da 1a entrada em circulação. Esta informação também figura no livrete do veículo. É essencial conhecê-la para efetuar o cálculo da cotação automóvel porque o valor de um automóvel baixa em média cerca de 15% por ano, com base numa quilometragem média padrão. Não obstante, a data da entrada em circulação pode ser posterior em vários meses à data de saída de fábrica, se o veículo tiver passado algum tempo imobilizado no parque automóvel antes de receber a matrícula. Neste caso, a pessoa que faz a cotação automóvel, deve levar em conta a data mais antiga para efetuar o cálculo.

Quilometragem

O número de quilómetros percorridos é o único critério associado à utilização, levado em conta na estimativa de uma viatura. Permite estabelecer, com base numa quilometragem média padrão, se um modelo em particular andou mais, menos, ou o mesmo que a média. Seja qual for o caso, será incluída uma eventual mais ou menos valia no cálculo da cotação automóvel. A quilometragem anual média varia consoante o país, nomeadamente devido à superfície de cada território.

Local de venda

As condições de mobilidade diferem consoante a região. Os sedãs são mais convenientes num ambiente rural, pois favorecem os trajetos longos. Os modelos compactos são mais adaptados à circulação em meio urbano. A estrutura do mercado e os preços praticados podem assim variar a nível local. Este critério geográfico deve, mesmo assim, ser considerado com prudência, pois os compradores estão dispostos a percorrer longas distâncias para tirar partido de um bom negócio. Geralmente, não é levado em conta no cálculo do valor do automóvel.

O estado do veículo

O cálculo de uma cotação automóvel baseia-se num veículo em bom estado. No entanto, todas as transações requerem uma inspeção visual e uma fase de testes, para assegurar a conformidade do bem à venda e do bom funcionamento do equipamento.

É possível obter uma estimativa online para o seu veículo, que leve em conta as taxas de recondicionamento e que ajuste o valor em consequência no mercado de usados. No entanto, da mesma forma, esta informação online deve ser acompanhada de uma inspeção estática e dinâmica do veículo e da existência de todas as peças e equipamentos.

Vários outros critérios influenciam positivamente ou negativamente o valor de um veículo: a existência de uma garantia, um vendedor que é o primeiro proprietário (primeira mão), a presença de todos os elementos (documentos, livro de revisões, faturas de manutenção, duplicado das chaves) e dos equipamentos obrigatórios (cintos de segurança, roda sobresselente, coletes, sinalização...), período de validade da inspeção, etc.

autobiz é um líder mundial da cotação automóvel. A sociedade propõe os seus valores em cerca de 30 países sobre três continentes. Mais informações